sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

" A cômica missa a Chico"


Aos berros e ensandecidos, dizendo que o padre de Xapuri ¨ não é de Deus, a endeusada assessoria do senador Jorge Viana, e o próprio, estão uma ¨arara¨ com o pároco da Princesinha do Acre por este ter se negado em participar de uma missa em homenagem ao sindicalista Chico Mendes.
Segundo as carolas do município, a recusa do padre foi em razão do falso cenário que fora montado para que Jorge Viana aparecesse diante das câmeras presentes como o mais fiel dos capucchinos.
Sabendo antecipadamente da armação, o clérico xapuriense arrumou as batinas e foi fazer uma desobriga pela bandas dos rios de Sena Madureira.
Na praça de São Sebastião, o comentário é que o padre fugiu de Jorge como o diabo fugiu da cruz.
Um dos assessores disse que o homem ¨tà pesado e precisando tomar um banho de sal grosso com pião roxo.¨

do blog a trincheira

Continue lendo >>

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

“Vivendo a Ditadura da felicidade”


Veto presidencial a o projeto de lei que traria de volta do fuso horario Acriano,foi uma atitude autoritaria e antidemocratica,vejam bem :no Estado democrático de direito nenhum governo é superior ao povo, ele está la para gerenciar pelo povo,fazer a vontade deste,como diz o texto contitucional “todo poder emana do povo que o exerce através de representantes ou diretamente nos termos desta constituição e, um destes  termos é o refendo que serve para que o povo possa validar ou reprovar uma lei ja existente,foi o caso do refendo do fuso horario do  Acre, o povo reprovou uma lei criada pelo então Senador tião viana e sansionada pelo então presidente Lula.
Não sastifeitos com a derrotas nas urnas pela eleiçaõ do fuso horario, politicos acrianos principalmente o senador Jorge Viana e Anibal Diniz usaram de diversos artificios para que a vontade do povo do acre não fosse respeitada e,questionaram a vontade do povo e, fizeram com que a questão do fuso horario fosse levada a plenario,pois sabiam que podiam usar o veto presidencial caso não barrasem o projeto nas comissões.
Hoje a democracia acriana amanheceu diminuída eo brio do se povo,talvez hoje esteja sendo realizada a tão sonhada “ditadura da felicidade     “como disse jorge viana em entrevista ao jornal opião .
É importante ressaltar que 2012 se aproxima e com elas as eleições,que o povo saiba da o troco na medida certa a esses ditadores prepotentes,ops!talvez nosso voto não tenha mais nenhuma valia,talvez os proximos representates sejam indicados por decreto presidencial,do jeito que a nossa democracia ta andando,não duvido de mais nada.

Continue lendo >>

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

"os dias em que sena parou"


O apagão em sena madureira começou as 14 horas de sexta feira teve fim somente as 0 horas de domingo,trouxe diversos transtornos a população sena madureirense e, mostrou a fragilidade de um sistema mostrada como modelo para transmissão de energia,trouxe a tona tambem a falta de manuteção e planejamento por parte da fornecedora de energia.
Pararalelo a isso foi a má distribuição do racionamento de energia teve alguns bairros que ficaram praticamente com energia ineterrupta enquanto outros praticamente não teveram energia ou não tiveram, mostrando falta de profissioanlismo e de respeito pela população sena madureirense.
O povo de sena tem de procurar seus direitos,  irem ao ministerio publico denuciar possiveis prejuizos,alguem tem de pagar os danos causados por essa total falta de respeito ao consumidor
Esperamos explicações convincentes não essas que até agora foram dadas à sociedade,como se fossemos completos idiotas e não fossemos capazes de compreender as coisas.

Continue lendo >>

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Quase metade das mulheres do Acre vive em situação de extrema pobreza

Elas representam 45% do universo feminino de todo o Estado
Conferência para discutir políticas públicas para mulheres vai buscar formas de reduzir a miséria e violência. Atualmente metade da população do Acre é de 365 mil mulheres. De acordo com o convite da conferência, enviado à Câmara de Vereadores de Rio Branco, 165 mil mulheres ou 45% do universo feminino do Estado vivem em situação de extrema pobreza.

Verificar esses casos são simples: basta sair da área central da cidade. A miséria atinge todas as idades. Zuleide Santos Duarte, de 62 anos, mora numa casa que está para cair. Durante toda a vida, nunca conseguiu ter uma casa decente para criar os filhos.

Hoje mora numa área alagada, no final do bairro Habitasa. Vive com um salário mínimo, mas está devendo um empréstimo. O que sobra mal dá para comida.

A situação da Zuleide se multiplica pelo Estado. Gigliane Freitas de Souza tem apenas 30 anos. Cria três filhos menores sozinha. O marido está preso e a alimentação das crianças é garantida graças a um repasse mensal do Bolsa Família no valor de R$ 160. Gigliane está na relação das mulheres que precisam de ajuda.

Contar a história de miséria em Rio Branco não precisa de muito esforço: é  só sair da área central da cidade, as casas e as condições de infraestrutura dizem tudo. A Secretaria de Estado de Políticas Públicas para mulheres realizará nos próximos dias 22 e 23, uma conferência para discutir os problemas que assolam as mulheres.

O Governo do Estado já tinha realizado nove conferências no interior. Os dados serão reunidos num grande encontro em Rio Branco com delegados dos municípios.

Em algumas cidades, as políticas devem ser mais especificas: Santa Rosa e Jordão são os municípios onde a pobreza é mais sentida. Em Tarauacá e Sena Madureira é grande o número de mulheres usuárias de drogas e se prostituindo. Em Brasiléia e Epitaciolândia, elas são as preferidas pelos traficantes para o transporte da droga da Bolívia para o Brasil.
fonte:a gazeta.net

Continue lendo >>

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Rocha diz que setor rural precisa de políticas de qualidade

O deputado estadual Major Rocha, do PSDB, voltou a criticar a política rural do governador Tião Viana. Ele analisou os números de produção divulgados pelo IBGE e disse que o Acre “precisa urgentemente de política rural de qualidade”. O Estado continua representando 0,1% de toda a safra brasileira.
- Há 13 anos o PT governa o Acre e não conseguiu tirar o Estado desse percentual vergonhoso. Falta competência neste setor que é primordial para a economia, a geração de emprego e renda – comentou.
O deputado tucano lembrou que 99% dos produtos vendidos em supermercados são oriundos de outros estados. Rocha disse que o homem do campo precisa de incentivos de verdade para poder permanecer no campo.
- Com a política ambiental vigente será muito difícil mudar essa realidade. O homem do campo vem sendo massacrado pelos órgãos ambientais. Perdeu-se nesses 13 anos de PT, a cultura da produção. No mês de agosto, por exemplo, foi zero a produção de café, único item que teve aumento em julho deste ano – acrescentou o deputado.
Rocha também lembrou o déficit que o Estado tem com a saúde e a educação para o homem do campo. Para o deputado, enquanto o governo continuar maquiando programas de produção, “o Acre ocupará sempre as últimas colocações nas fileiras de produção”, disse.


- Produzir para empregar, essa é a tecla que o PSDB vem tocando desde 1998, quando Tião Bocalom, que fez um excelente trabalho no setor produtivo de Acrelândia, se candidatou a primeira vez – concluiu o deputado.
fonte:blog do dep.Major Rocha

Continue lendo >>

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A VERDADE SEMPRE PREVALECE


Depois de 8meses e 21 dias de afastamento voltei ao trabalho de cabeça erguida e consciência tranqüila, na verdade a consciência sempre teve tranqüila, pois sabia da minha inocência e de meus colegas e, acredito na justiça e, que a verdade sempre prevalece. Agradeço a todos que de forma direta ou indiretamente me apoiaram, deram força. Sei que muitas vezes fui injustiçado julgaram o meu caráter, duvidaram da minha personalidade, mais na minha cabeça  esperava a resposta para responder essas pessoas e,não tem termo melhor  pra responder  do que “absolvidos”  de cabeça erguida volto a lida,mais consciente que o operador de segurança trabalha como uma faca de dois gumes, pode ser herói ou vilão depende das circunstâncias,mais o agente penitenciário tem uma terceira pode ser vitima de tramóias de reeducando,indivíduos criados sem limite algum e,quando imposto limite a eles, são capaz de tudo, para tirar do seu caminho.
Muito obrigado a todos pelo apoio.

Continue lendo >>

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O QUE COMEMORAR NO DIA DA AMAZÔNIA?

Por que parada militar? Não seria mais apropriado comemorar esse dia com desfile de escolas de samba?
A pergunta foi feita, via Facebook, por Cláudio Nogueira, de Manaus. Amanhã, 5 de setembro, dois dias antes do Grito do Ipiranga, a Secretaria de Educação do Estado do Amazonas bota as crianças prá marchar. Na verdade, ninguém sabe direito porque está marchando. Feriado. Data cívica. É também o Dia da Amazônia, instituído pelo Senado.
A escola vai empurrando com a barriga, aos trancos e barrancos, obrigando os alunos a memorizarem algumas datas e os nomes de alguns “heróis”. A mídia vai fazendo como pode o seu samba do crioulo doido ou a toada do caboco pirado.
Comemorar o quê?
Alguns já trazem a resposta decorada: em 5 de setembro de 1850 o Amazonas foi elevado à categoria de Província. E daí? Faça uma pesquisa de opinião, entreviste vereadores, deputados, prefeito e pergunte a cada um deles: você sabe o que significou para a vida dos amazonenses a criação da Província?
Taí, uma boa pergunta: o que teria acontecido, se não tivesse havido o 5 de setembro, isto é, se o Amazonas não tivesse se transformado numa província autônoma?
Bom, em primeiro lugar, hoje não seria feriado no Amazonas. Que pena!
Em segundo lugar, continuaríamos sendo uma comarca da Província do Pará e depois um município do Estado do Pará. Do ponto de vista político, não teríamos um governador próprio.
Não haveria também uma Assembléia Legislativa do Amazonas, da mesma forma que hoje não existe uma Assembléia Legislativa do Alto Solimões. Como o Alto Solimões nos enviou esses dois estadistas impolutos - Lupércio Ramos e Belarmino Lins - assim também nós enviaríamos para a Assembléia Legislativa do Pará, como representante do Amazonas, um montão de “fichas sujas”.
O amazonense não existiria como identidade coletiva politicamente trabalhada e estimulada. Seríamos todos paraenses, conterrâneos - ai, meu Deus! - do Jarbas Passarinho e do Jader Barbalho, mas em compensação de muita gente porreta. Falaríamos bonitinho como os paraenses, enfatizando os “nh”: maninio, queres comer farinia da vizinia?
Pesquisa histórica me levou a trabalhar os Anais da Assembléia Legislativa Provincial, onde estão as atas com os discursos dos deputados, seus projetos, os argumentos a favor e contra, enfim as diferentes propostas dos setores dominantes. Publiquei então um artigo intitulado “Quanto vale um índio no Amazonas”, onde reproduzi o primeiro projeto dos nossos deputados, que vale a pena ser relembrado.
A criação da Província do Amazonas permitiu que a elite econômica local organizasse a exploração da mão-de-obra, formada fundamentalmente por índios. Em 1850, cerca de 60% da população recenseada do Amazonas era constituída por índios. Os negros não ultrapassavam o número de 500, os donos de plantações e os negociantes ligados ao extrativismo tinham nos povos indígenas a principal fonte de mão-de-obra. Se o índio não trabalhasse, ninguém comia no Amazonas.
Os deputados da Assembléia Legislativa Provincial, representantes da minoria de 8% de brancos que aqui vivia se lançaram com voracidade sobre os índios. Os nobres deputados não esperaram sequer que a Casa fosse organizada para colocar as unhas de fora.
No dia 9 de setembro de 1852, foi lido o primeiro projeto da Assembléia Legislativa que rezava:
Art. 1 - Fica livre a todo morador poder ir contratar a troca dos indígenas bravios com os principais das nações selvagens.
Art. 2 - Feita a troca, o indivíduo apresentar-se-á com os indígenas perante o Juiz de Paz mais vizinho para assinar um termo de educação por espaço de dez anos.
Os nobres deputados voltaram a entrar na História pelas portas dos fundos alguns anos mais tarde. A Lei nº 86 de 22 de outubro de 1858 concedia “um prêmio de 50$000 réis por indígena isolado e 100$000 réis por chefe de família indígena excedente a duas pessoas, maiores de 8 anos de idade, ao empresário que colonizar e fizer residir no estabelecimento número superior a 15 indígenas”.
Para os índios, que constituíam a maioria da população, a elevação do Amazonas à categoria de Província significou o recrudescimento da exploração de seu trabalho, a invasão de suas terras, com conseqüências graves, que levaram ao extermínio de muitos povos e ao empobrecimento cultural da região.
Comemorar o quê? Quem comemora? Parada militar ou escola de samba? Viva o 5 de setembro? O que interessa agora é saber quando o Amazonas deixará de ser província.
P.S.: Conto esses e outros fatos no livro de minha autoria “Rio Babel – a história das línguas na Amazônia”. A Editora da UERJ, em coquetel realizado sábado, 3 de setembro, na Bienal do Livro no Rio, organiza o lançamento da sua segunda edição – a primeira se esgotou.
O professor José Ribamar Bessa Freire coordena o Programa de Estudos dos Povos Indígenas (UERJ), pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Memória Social (UNIRIO). Escreve no Taqui pra ti.
fonte:blog do Altino Machado

Continue lendo >>

sábado, 3 de setembro de 2011

"só pra curtir"


Continue lendo >>

terça-feira, 30 de agosto de 2011

sugestão de leitura

mais novo blog de sena com identitdade ultra secreta leia http://osombra15.blogspot.com/

Continue lendo >>

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

"pra quem a carapuça servir"


SE FALAR A VERDADE FOR SENSACIONALISMO!SEREI UM ETERNO SENSACIONALISTA
Que fique bem claro este blog esta a serviço da verdade e, só deve explicações para seus leitores, não tenho rabo preso com políticos, não lhes devo sastifação,uso aqui  meu direito constitucional da liberdade de expressão, para expor minhas opiniões ,falo dos políticos claro nós (sociedade) que pagamos seus salários e, foram eles que fizeram compromissos públicos com povo.
Sempre me pautei pela verdade, mais a verdade dói nos políticos incompetente que nada fizeram ou fazem pelo bem coletivo e,sempre mostrarei o que julgar errado sendo também consciente que respoderei pelos excessos.outra coisa não escrevo pra políticos gostar porque eles em sua maioria são corruptos ou incompetentes.

Continue lendo >>

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Time de futebol do Acre é destaque no Globo Esporte.com



Brasil Afora: Plácido de Castro-AC também tem o seu Zico como ídolo

Jogador de homônimo famoso é torcedor do Fla mas se espelha mesmo é em Romário. Time acreano disputa uma competição nacional pela 1ª vez

Por Klima Pessanha Rio de Janeiro
Camisa 10 e com faro de artilheiro, Zico comanda o Tigre de Abunã rumo ao título. Não, não estamos falando da volta aos campos do maior ídolo da história do Flamengo. É que lá no Norte do Brasil há um homônimo do Galinho de Quintino que faz sucesso no Plácido de Castro, clube que se tornou profissional há apenas quatro anos, foi vice-campeão do Acre em 2011 e faz boa campanha na Série D do Brasileirão.
Zico, o de Plácido, é Edivaldo Neri da Silva - por coincidência, xará de Dida, outro ídolo do Fla - e do Zico original -, nos anos 50 e 60. Tem 36 anos, já se ausentou de um jogo na Série D por conta de uma lesão no joelho esquerdo, mas garante que a aposentadoria está longe. Artilheiro do Campeonato Acreano em 2008, ele fez oito gols em 2011, apenas três a menos que os artilheiros Jô e Nilton Goiano. Motivação para continuar nos gramados é o que não falta.
- A gente vê que o pessoal hoje em dia cansa rápido, rapaz. Não tenho uma data predefinida, não. Ano que vem, jogo tranquilo. Faço isso mais para ajudar o município - disse.
plácido de castro zico (Foto: Divulgação/Victor Augusto)Zico (dir.) fez oito gols no Campeonato Acreano deste ano (Foto: Divulgação/Victor Augusto)
E faz mesmo. Zico tem emprego fixo na Secretaria de Obras do município, que tem o mesmo nome do time. Ele é eletricista e joga no time para dar mais experiência à equipe. Poderia aceitar propostas de outras equipes da região, mas prefere ficar na cidade onde nasceu.
Zico faz o que pode para ajudar. Mas, com nome de um craque do futebol brasileiro, muitas vezes passa por cobranças indevidas dentro de campo.
- Às vezes fica até chato, fazem comparação. Querem ver em campo o Zico, né? Mas nada que atrapalhasse de verdade até hoje.
O apelido veio quando Zico era mais novo. Um instrutor de colônia de férias disse que ele lembrava o jogador do Flamengo jogando futebol. Só que o posicionamento em campo sempre foi diferente. Zico, o menos famoso, nasceu e cresceu centroavante, embora também vestisse a 10, como o xará.
- Assim como todos os atacantes da minha época, eu me espelhava mesmo era no Romário. Era um cara de área, assim como eu - justificou, deixando claro que é rubro-negro e que Zico também é seu ídolo.
Série D, de dureza
Para ser o Romário do Plácido de Castro, Zico passa por poucas e boas. Para enfrentar o Vila Aurora-MT, pela segunda rodada da Série D, o Plácido, entre trechos de ônibus e avião, levou 11 horas para chegar a Rondonópolis. Pela distância e dificuldade em encontrar voos, a delegação teve que ficar cinco dias em Mato Grosso. Foram R$ 35 mil de gastos em apenas uma rodada para um clube que tem folha salarial de R$ 65 mil e treina em um campo de um vilarejo onde moram cerca de 20 famílias.
Plácido de Castro (Foto: Divulgação/Site da Prefeitura de Plácido de Castro)Campo de treino do Plácido (Foto: assessoria de
comunicação da Prefeitura de Plácido de Castro)
No caminho entre Rondonópolis e Cuiabá, na volta, uma recompensa: paradinha no município de Jaciara para um banho na Cachoeira da Fumaça, algo inédito para muitos dos jogadores.
- A maioria nunca tinha ido a uma cachoeira, não conhecia. Foi um momento muito legal - recordou o diretor de futebol, Beto Faustino, um dos responsáveis por coordenar toda a delegação.
Na semana retrasada, outra via-crúcis. O Plácido de Castro viajou para Rio Preto da Eva, no Amazonas. Era o meio do caminho entre Itacoatiara e Manaus, onde o time tinha dois jogos, contra o Penarol e o Nacional. Para evitar gastos, a diretoria decidiu ficar mais de uma semana no estado vizinho.
No primeiro jogo, derrota por 2 a 0 para o Penarol, pela quinta rodada. No segundo, outra derrota por 2 a 0, desta vez para o Nacional, na sexta. O Plácido, então líder, caiu para terceiro lugar, com sete pontos ganhos, três a menos que o Penarol e dois atrás do Cuiabá. Apenas os dois melhores passam de fase.
Zico, com a tal lesão no joelho, só entrou no segundo tempo do dois jogos e não conseguiu evitar as derrotas. Vai voltar aos poucos e, quem sabe, ajudar o time a conquistar a sonhada vaga para a Terceirona. Dos três jogos que faltam para o time acreano, dois são em casa.
- O time sempre acreditou, só que o pessoal aqui da região estava meio desacreditado. Mas, pelo que vi até agora, acho que vamos conseguir. Depois desta fase de grupos, só precisamos de mais dois mata-matas para chegar à Série C. Acredito que o time está bem encaminhado - disse Zico.
Plácido de Castro: revolucionário, presidente, município e time de futebol
O time de Plácido de Castro é homônimo do município de origem, que por sua vez carrega o nome de um dos personagens mais importantes da história do Acre. Gaúcho de São Gabriel, Plácido era militar no Rio Grande do Sul, até ter divergências políticas locais e se mudar para o Rio de Janeiro. Na capital fluminense, se tornou agrimensor e decidiu tentar o sucesso na carreira morando no Acre.
plácido de castro estátua emboscada (Foto:  Edison Caetano/Futura Press )Cena da emboscada a Plácido de Castro no Parque Municipal (Foto: Edison Caetano/Futura Press )
Na época, o Acre pertencia à Bolívia, mas por lá moravam muitos brasileiros devido ao ciclo da borracha. Por conta disso, o Brasil e o país vizinho disputaram o território. Plácido de Castro estava demarcando o seringal Victoria na época, soube de um possível acordo entre bolivianos e os Estados Unidos, e passou a comandar seringueiros contra tropas rivais.
Em 1902, comandando uma revolução com cerca de 30 mil homens, Plácido derrotou o último foco de resistência boliviana e proclamou a Independência do Acre, onde passou a ser presidente. Em 1903, em uma negociação diplomática para evitar novos confrontos, o Brasil pagou à Bolívia a quantia de 2 milhões de libras esterlinas e incorporou o território.
As intrigas políticas na região, entretanto, não acabaram, e Plácido foi vítima de uma emboscada em 1908 e morreu. O município com o seu nome foi criado em 1976. O clube surgiu três anos depois, mas apenas para jogos de pelada. A profissionalização deu-se em 2008, e o time de Zico conseguiu o melhor resultado em 2011, com o vice-campeonato estadual.
fonte:globo esporte.com

Continue lendo >>

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Prefeitura de Sena Madureira publica edital de processo seletivo

A Prefeitura de Sena Madureira, Estado do Acre, publicou edital de inscrição para a realização de processo seletivo oferecendo 10 vagas de nível fundamental. A remuneração é de até R$ 600,00. Os cargos são: monitor do Peti, orientador do Projovem Adolescente, apoio ao Peti e apoio ao Projovem Adolescente.

As inscrições serão realizadas na Secretaria Municipal de Cidadania, na Avenida Avelino Chaves, 1159, Centro, em frente ao INSS, a partir de 23 de agosto de 2011, das 08h30 às 11h30 e das 14h às 17h, horário local. O processo seletivo de Sena Madureira será constituído de: Análise de Currículo Vitae e Entrevista.
O prazo de validade do processo seletivo será de 1 ano, contando da data da homologação, prorrogável por igual período, mediante ato devidamente justificado da autoridade competente. 

(Concursos no Brasil)/a gazeta do acre.com

Continue lendo >>

domingo, 21 de agosto de 2011

“Quando o estado é inoperante o crime predomina”


Já escrevi diversos artigos sobre a problemática da violência em Sena Madureira, já fiz diversas criticas ao sistema que envolve a problemática, já postei sugestões, mais um assassinato nesse fim de semana, causado por brigas entre facções que disputam território me fez, mais uma vez a voltar a falar sobre o tema.
Parece que as coisas por aqui não acontecem de fato, tudo aqui é um faz de conta, o Estado finge que resolve, mas de fato o problema existe e, é bem grande, enquanto esse faz de conta acontece, jovens perdem vidas, mães perdem filhos e, as estáticas de assassinatos em nossa cidade aumentam.
Pra ser sincero, não vejo nada na pratica sendo executado para resolver o problema da violência em sena, as ações que aconteceram ficou no campo dos debates e, de “convessas fiadas” na pratica o que ocorre é violência e violência. não poderia me calar diante da omissão desse Estado,que mostra todos os dias dados dizendo que os índices de violência diminuiu,bem então não estamos no Acre?por que aqui a violência aumentou e muito.
Que vejo na minha terra é jovens sendo recrutado para o trafico,como se fosse para o exercito,só que exercito do mau, que esta lutando com todas a suas forças pra derrotar a sociedade de bem. Vejo jovens que poderiam ter um futuro brilhante tendo suas vidas ceifadas, por uma guerra cruel e desumana. Vejo jovens medingarem trabalho na porta das instituições publicas e receberem não como resposta.
Por ultimo gostaria de deixar bem claro que o problema da violência em sena não está relacionado à ineficiência das policias, elas são ágeis e elucidam a maioria dos crimes, o problema da violência em sena está relacionado diretamente a falta de oportunidade pra juventude, em sena não há programas de geração de emprego e renda não há políticas socias de inclusão de jovens em situação de risco, não há políticas de esporte e lazer, não tem programas culturais para jovens de baixa renda, isso mostra total inoperância do estado e, “quando e estado é inoperante o crime predomina”

Continue lendo >>

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

PT pede queimadas até 2018, um tempo para política ambiental eficaz

PT diz que não tem dinheiro para programar política ambiental sem fogo.
Deputado Moisés defende equilíbrio entre sustentabilidade e sobrevivência
Passados trezes anos, o governador Tião Viana enviou à Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (18), os líderes de sua tropa de choque ambiental, o secretário de meio ambiente, Edgar de Deus, e o presidente do Imac, Fernando Lima para dizer que o Estado não tem dinheiro [o equivalente a R$ 4 bilhões], para programar uma política ambiental sem fogo, como determina a ação civil pública impetrada em conjunto pelo Ministério Público Federal e Estadual no ano de 2009.
A mesma ação determinou que o Estado desenvolvesse políticas públicas para substituir as queimadas. Depois de fazer as contas, segundo Edgar de Deus, o governo concluiu que não tem as condições imediatas para cumprir as determinações exigidas pelas promotorias.
- Estamos aguardando o julgamento de um agravo de instrumento que ainda não aconteceu, enquanto isso prevalece a determinação de queima zero a partir de 2012 – acrescentou Edgar de Deus.
Este ano, ainda foi liberada a queima de um hectare para cinco municípios que compõem a região do Juruá. O secretário veio a Assembleia pedir socorro aos deputados para esticar por um prazo de mais dez anos, a autorização para queima. Edgar disse que esse prazo é suficiente para os investimentos previstos na ordem de R$ 4 bilhões.
Os cálculos feitos pela equipe de planejamento do governo vão de encontro com os que norteiam a ação civil pública. O Ministério Público entende que com apenas R$ 20 milhões é possível fazer investimentos vitais que eliminam os impactos negativos da queimada no meio ambiente.
No meio desta colisão, 40 mil produtores rurais esperam pela decisão. A Procuradoria Geral do Estado se embasou em decreto regulamentado pelo ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso para pedir a liberação das queimadas regulamentadas pelo prazo de 10 anos.
Para o deputado estadual Moisés Diniz, líder do governo na Aleac, “é preciso encontrar um equilíbrio entre sustentabilidade e sobrevivência”. O deputado concordou que houve nos últimos anos, uma sobrecarga na política de florestania.
- O homem precisa sobreviver e a gente precisa encontrar uma forma de preservar as florestas. O governo precisa equilibrar os dois pensamentos – disse Moisés.
O deputado Major Rocha, líder da oposição, disse que a mudança de comportamento do governo da Floresta, comprova que o discurso da oposição está certo. O tucano lembra que  defesa por um Acre produtivo é uma bandeira de Tião Bocalom.
- Demorou 13 anos para Frente Popular enxergar que o homem do campo está abandonado e que o Acre precisa produzir. É simples, se não há produção no campo, não há riqueza na cidade. Faltou competência para a implementação de políticas públicas ao homem do campo e eles agora querem mais tempo. Precisa ver se a sociedade ainda confia nesta ladainha – disse Rocha.
fonte :ac24horas

Continue lendo >>

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

BLOGUEIRO DE SENA MADUREIRA É DESTAQUE NO PORTAL DE EDUCAÇÃO

Imagem:catoliconauta.blogspot.com
O Blogueiro Elis Rocha é destaque no Portal de Educação, com o Post Alguém versus Ninguém, o texto relata, sobre uma guerra interior em que vivemos e também o complexo de inferioridade, ensina a vencer o ninguém, assumindo o alguém que existe dentro de cada um de nós e que é muito importante para Deus.
Parabéns, Elis Rocha/catoliconauta.blogspot.com.
fonte:blog do gilberto monteiro

Continue lendo >>

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O PODER DO MANIFESTO


Hoje ao sair de casa me deparei com as ruas de Sena Madureira com faixas de sinalização de trânsito, na verdade tomei um baita susto, porque as ruas de sena na sua maioria não se viam nem a faixas que divide as vias, ai tive pesando de como o manifesto é importante e, como o poder publico reage rápido diante das manifestações,há menos de um de um mês estudantes professores e comunidade fizeram um manifesto pedindo o fim da violência no trânsito e, a resposta veio quase de imediato.é nas manifestações que povo mostra suas insastifações e, sugestões.é um belo começo nossa sociedade precisa fazer mais manifesto talvez assim o poder publico tome ações mais enérgica sobre a problemática de educação,segurança e miséria que assolam nossa sociedade.
O manifesto do transito conseguiu parte dos seus objetivos as ruas de sena estão sendo sinalizadas,agora cabe uma política de educação no trânsito e,cabe a todos nós cidadãos respeitar as sinalizações

Continue lendo >>

terça-feira, 2 de agosto de 2011

"Governo admitiu o que este blog ja falou a tempos!"

Governo admite que 133.410 acreanos estão na extrema pobreza
Plano apresentado pelo governador, para reverte situação, está orçado em cerca de R$ 827 milhões.
Romerito Aquino
Tião Viana e a secretária-extraordinária do programa Brasil sem Miséria, Ana Fonseca
Tião Viana e a secretária-extraordinária do programa Brasil sem Miséria, Ana Fonseca
“O Acre pode contar não só com a parceria do MDS, mas também com a parceria de todos os ministérios envolvidos no Plano Brasil sem Miséria”. Foi o que disse nesta segunda-feira, 01, a secretária-extraordinária do programa Brasil sem Miséria, Ana Fonseca, após ouvir a explanação, feita pelo governador Tião Viana e quatro de seus secretários, do plano Acre sem Miséria.

Com esse plano, para o qual o governador vai firmar parceria com o plano Brasil sem Miséria, lançado recentemente pela presidente Dilma Rousseff, o governo Tião Viana pretende tirar da pobreza extrema cerca de 133.410 acreanos, segundo dados levantados no Censo Demográfico de 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa população pobre corresponde a 18% da população atual do estado, que foi contabilizada pelo IBGE, também no ano passado, em 733.559 pessoas. 

Ao ouvir as explicações do governador e dos secretários José Fernandes do Rego (Articulação Institucional), Márcio Veríssimo (Planejamento), Lourival Marques Filho (Seaprof) e Antônio Torres (Desenvolvimento Social), durante apresentação do power-point contendo o Acre sem Miséria, a secretária Ana Fonseca fez questão de elogiar a qualidade do plano acreano.

“O governador Tião Viana trouxe aqui a sua equipe, que é competente e que não apresentou apenas algumas idéias, mas um plano completo como o Acre imagina e concebe o enfrentamento e a superação da extrema pobreza no estado”, disse Ana Fonseca, acompanhada de todos os secretários que fazem parte do programa federal Brasil sem Miséria.

Segundo Ana Fonseca, a reunião com o governador e sua equipe “foi uma das reuniões mais produtivas e muito bem preparadas”. “Foi um gosto ouvir o governador e seus secretários e isso nos encheu de muita esperança de como será o Brasil sem miséria no Estado do Acre”, finalizou Anda Fonseca.

Para Tião Viana, o desafio de combater a pobreza no Acre “é do tamanho da nossa história, do nosso destino”. “Nós queremos acabar com a miséria no Estado do Acre. Nós queremos ajudar todas as pessoas mais humildes e mais necessitadas para que elas tenham sua independência e sua emancipação”, assinalou Viana.

Segundo o governador, a luta no Acre para acabar com a sua pobreza tem mais de 12 anos. “O Brasil inteiro está lutando muito. O ex-presidente Lula conseguiu, em seu governo, retirar 32 milhões de brasileiros que viviam na pobreza e os colocou como classe média. O Brasil ainda tem 16 milhões de pessoas na miséria e o Acre ainda tem 133 mil pessoas. E nós estamos lutando com isso e, agora, ganhamos a mão estendida do Ministério da Ação Social, do governo federal. Juntos, em parceria, iremos superar essa situação nos próximos anos, se Deus quiser. Depois de tantos avanços que já obtivemos, nós vamos ter mais essa vitória”, completou o governador.

Tião Viana lembrou que os governos da Frente Popular não têm parado nesses 12 anos de avançar rumo à melhoria da qualidade de vida da população acreana. “Reduzimos muito os índices de pobreza do estado. O analfabetismo saiu de 26% da população, está em 12,5% e estamos trabalhando para chegar a menos de 9%. A mortalidade infantil saiu de 43 por mil crianças e já está em 17 por mil, já dentro das metas do milênio da Organização das Nações Unidas”, assinalou.

Presentes à  apresentação do plano acreano, o senador Aníbal Diniz e Taumaturgo Lima parabenizaram o governador e sua equipe por formularem um plano tão abrangente para erradicar a pobreza e a miséria no estado. Ao todo, o plano de erradicação da pobreza está orçado em cerca de R$ 827 milhões, sendo dividido em três eixos de ações. Os três eixos prevêem ações de transferência de renda, através do programa Bolsa Família, ações de inclusão socioprodutiva e ações de acesso a serviços públicos nas áreas da saúde; da educação; do sócio-educacional, inclusive para moradores de ruas; e da segurança alimentar, entre outras ações. 


Fonte:

Continue lendo >>

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

PARA QUE SERVE A ÁLCOOL VERDE?

Lendo a notícia abaixo, no UOL Economia, indaguei aos meus botões: Para que serve a usina Álcool Verde no Acre? O Estado vende a gasolina e o etanol mais caros do País

Na semana encerrada no último dia 30, o preço médio do etanol subiu 0,30% ante a semana terminada no dia 23 julho. Assim como na semana anterior, o combustível continua a ser vantajoso em apenas três localidades analisadas pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Considerando os valores praticados na última semana de julho, o abastecimento com etanol é mais econômico em relação à gasolina em Goiás, Mato Grosso e São Paulo.

Em Goiás e São Paulo, a proporção ficou em 64% e 67%, respectivamente. O preço do etanol atingiu R$ 1,855 e R$ 1,811, nesta ordem. Já o valor da gasolina ficou em R$ 2,856 e 2,675 nesses estados. No Mato Grosso, o valor do litro de etanol representou 61% do preço da gasolina, apresentando a maior vantagem para os usuários de derivado da cana-de-açúcar.

Para o uso do etanol ser vantajoso, é preciso que o litro custe até 70% do preço do litro da gasolina. Se a proporção ultrapassar essa porcentagem, abastecer com gasolina torna-se mais apropriado financeiramente.

Brasil
De maneira geral, das 27 unidades federativas analisadas pela agência, o preço médio do etanol subiu em 16 estados e no Distrito Federal na semana encerrada no último dia 30, frente à semana terminada em 23 de julho. Na média nacional, o litro do etanol passou de R$ 1,996 para R$ 2,002. Já a gasolina subiu em 13 estados e no Distrito Federal, passando de R$ 2,756 para R$ 2,757 na média. A proporção do preço do etanol com relação ao da gasolina, na média nacional, foi de 72% na última semana.

Veja, na tabela abaixo, os valores do etanol e da gasolina nas 27 unidades federativas avaliadas pela ANP e a proporção entre os preços dos dois combustíveis.

fonte blog do Altino Machado
 

Continue lendo >>

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Duelo na entrada de sena

fonte:sena em destaque

Continue lendo >>

segunda-feira, 25 de julho de 2011

GIGANTISMO

A dependência da sociedade acreana de seu governo é extremamente perigosa.
No Acre, tudo está umbilicalmente ligado ao Governo.
Carnaval só se o governo bancar.
Sem o governo não tem futebol.
A festa junina é do governo.
A exposição agropecuária é uma promoção do governo.
O comércio só vende alguma coisa quando sai o pagamento do funcionalismo do governo
É muito governo.
Não se trata, evidentemente, de um governo forte, mas de uma sociedade dependente e fraca.
Aproveitando-se dessa fragilidade o governo petista deita e rola.
Como sabe que tudo e todos dependem de suas ações, o governador se comporta como um rei adulado por seus súditos.
A democracia acreana enfraquece diante do gigantismo estatal.
As instituições, que deveriam fiscalizá-lo, se vergam, humilhantemente.
fonte blog do calixto

Continue lendo >>

ABUSO DE PODER ECONÔMICO

TRE julga processo que pede cassação de senador e governador

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) julga na tarde desta segunda-feira (25) uma ação de investigação judicial eleitoral em que o Ministério Público Eleitoral (MPE) pede a cassação do registro ou diploma do governador Tião Viana (PT), do vice-governador César Messias (PP), do senador Jorge Viana (PT) e do candidato derrotado ao Senado Edvaldo Magalhães (PCdoB).

Os quatro políticos são acusados de se beneficiarem de seu poderio econômico e político. Eles teriam cometido abuso de poder econômico, abuso de poder político, uso indevido e abuso de meios de comunicação social.

O MPE acusa os irmãos Viana, Messias e Magalhães de uso de servidores públicos em várias ações na campanha, sempre convocados por seus chefes e superiores, constrangimento de autoridades, engajamento articulado do empresariado local para obtenção de contratos futuros, esquema de financiamento de campanha, convocações de trabalhadores de empresas dependentes da administração estadual e municipal para reuniões e atos de campanha.

Na acusação de abuso de meios de comunicação, de acordo com o MPE, a ação comprova os fatos por meio do uso indevido do Sistema Público de Comunicação para privilegiar os candidatos da chapa majoritária da coligação Frente Popular do Acre, além de divulgação de pesquisas sem registro e direcionamento da linha editorial de vários veículos.

O MPE afirma que os veículos fazem parte de grupos empresariais que também mantém contratos com a administração pública, gerida atualmente pelo mesmo grupo político dos candidatos eleitos pela coligação.

O TRE-AC não tem tradição de condenar políticos do Estado. Mas, caso sejam condenados, os representados poderão ter o registro de candidatura ou diplomas cassados, além de serem declarados inelegíveis pelo prazo de oito anos.
 
FONTE:BLOG DO ALTINO MACHADO

Continue lendo >>

Desvio de dinheiro da BR364 pode chegar a R$ 22 milhões, diz reportagem de Folha

A faxina da presidente Dilma Rousseff no cérebro do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em Brasília deixou intocados, até aqui, os braços do órgão nos Estados, alvos de mais de uma dezena de investigações.
Pelo menos 12 das 23 superintendências regionais, segundo reportagem da Folha da S. Paulo, são objeto de inquéritos do Ministério Público e da Polícia Federal, que levantam suspeitas que vão de benesses à amante de um dirigente do Dnit no Ceará a pagamentos de "mensalão".
A Folha lembra que, no Acre, três assessores do ex-governador e hoje senador petista Jorge Viana (PT) e quatro empreiteiros foram denunciados pela Ministério Público Federal em 2009. A acusação é de desvio de R$ 22,8 milhões do Dnit na BR-364.

fonte blog do Altino machado

Continue lendo >>

sábado, 23 de julho de 2011

Musica Acriana da boa


Continue lendo >>

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Iniciam punições para policiais que participaram de ato contra o governo

Enganou-se quem pensava que o governo do estado, por meio do Comando da Polícia Militar iria deixar de graça a participação de policiais militares do ato realizado por onze sindicatos do funcionalismo estadual contra a política salarial do estado, realizado no dia 14 de maio.
Naquela data, centenas de servidores estaduais de mais de noves categorias, incluindo a policia militar, foram ás ruas protestar contra a posição do governo em não conceder um reajuste salarial. Dias depois, muito pressionado, o governo anunciou um reajuste de 20%, mas as conseqüências para os policiais militares que engrossaram aquela marcha começaram a surgir agora.
Em Boletim interno com data de 20 de julho de 2011, assinado pelo Tenente Coronel Francisco Alberto Espíndola da Silva, comandante do 1° BPM,  o comando informa a punição de cinco policiais com detenção e até prisão, por terem participado do manifesto.
Documentos obtidos com exclusividade pelo AC24horas comprovam as punições e revelam que o pano de fundo da ¨justiça disciplinar¨ adotada pelo comando da PM, na verdade é uma tentativa de amedrontar a tropa e tentar retomar o controle político entre os militares.
O primeiro a ser punido foi o sargento Valdemir Almeida Dantas, que recebeu como pena dois dias de detenção na sede do comando geral. O relatório que decidiu pela punição do militar está assinado pelo capitão Luzelândio Freitas Pinheiro, sub comandante do 1° BPM,com data de 26 de junho de 2011,  que em um trecho do despacho, diz: ¨entendo,em tese, pelo cometimento da transgressão de natureza grave, razão pela qual, opino pela punição disciplinar do policial militar¨, concluiu o sub-comandante.
Diz ainda o documento que o referido policial militar será dispensado no período em que estiver punido para realizar a alimentação em casa, com prazo de uma hora para retornar ao quartel, sendo este tempo fiscalizado pelo comandante de patrulha.
Com a mesma pena também foram punidos o sargento  Valdemir Ferreira da Silva, e os soldados André Cabreiro da Silva e Fábio Júnior Gonçalves da Silva. Pelo que está contido nos documentos, a punição dos militares se iniciou na manhã de ontem, quinta-feira, e termina na manhã do próximo sábado.
Sargento foi punido com prisão
O sargento Raimundo de Souza Vale não teve a mesma sorte que os colegas. Ao contrário dos outros militares, que estão apenas detido no quartel, podendo circular livremente nas dependências do prédio, desde que estejam uniformizados com a farda de educação física, ele vai passar dois dias em uma das celas do comando geral.
Nem o relatório, tampouco o despacho do comandante justificam porque o sargento foi julgado com mais rigor, uma vez que em tese, teria praticado a mesma falta disciplinar.
Policiais Militares que por motivos óbvios não querem ser identificados disseram á reportagem que este é apenas o primeiro lote de muitas punições que serão aplicadas á tropa nos demais Batalhões. Alguns afirmaram que a medida disciplinar, na verdade tem caráter político e de perseguição á aqueles que apenas foram ás ruas protestar por melhores salários e melhores condições de trabalho.
Jairo Barbosa –  jbjurua@gmail.comEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
De Rio Branco, para o Ac24horas.com

Continue lendo >>

terça-feira, 19 de julho de 2011

Quem foi que disse que o crime não compensa?

Preso ganha R$ 862 de salário!
“O crime não compensa.” Essa frese parece não ter mais o mesmo efeito, pelo menos aqui no Brasil, se levarmos em consideração as declarações da esposa de um traficante (nome não mencionado), mas que decidiu conversar com a reportagem.
Na realidade, ser bandido no Brasil virou sinônimo de emprego fixo ou temporário e, apesar do juiz ser quem determina quando o pseudo “funcionário público” terá seu contrato rescindido, cabe ao ex “servidor bandido” decidir se voltará a ser pago pelo estado ou não.
A população carcerária do Acre hoje gira em torno de 4,5 mil presos. Pela Lei de seguridade social, cada preso, enquanto estiver sob a custódia do Estado, recebe o beneficio carcerário de R$ 862,60 (oitocentos e sessenta e dois reais e sessenta centavos), ou seja: R$ 317 a mais do que é pago ao trabalhador comum, que recebe salário mínimo de R$ 545 mensal.
Dados revelados pelo ex-comandante da Policia Militar do Acre, coronel reformado Romário Célio, apontam que mais da metade dos detentos do Acre são reincidentes e cumprem pena pela segunda ou terceira vez.
Enquanto aguardam pelo fim de sua sentença, os presidiários recebem alimentação, água de alta pureza, banho de sol uma vez por dia, além de visitas íntimas das esposas, namoradas e filhos, pelo menos duas vezes por semana.
Do lado de fora, enquanto aguarda o marido sair da cadeia, a esposa de um detento [que não quis ter o nome revelado], mãe de dois filhos menores, garante que nunca passou tão bem na vida, desde que o marido foi preso por tráfico de drogas. "Antes ele trabalhava como auxiliar de pedreiro e o dinheiro não dava nem para comer. Lá na penal, ele tá seguro,  não dá despesa em casa e ainda recebemos todo mês a quantia de R$ 860,00. Ele me disse que quando sair de lá e se não conseguir um emprego para ganhar ao menos igual, vai fazer de tudo para voltar para cadeia novamente”, revela.
O gerente executivo do Instituto Nacional de Seguridade Social no Acre - INSS, Elias Martins Evangelista, encaminhou e-mail a redação de ac24horas, explicando que o benefício é Previdenciário, devido aos dependentes do segurado da previdência Social. “No Acre cerca de 300 benefícios são mantidos. O INSS paga todo mês em torno de R$ 258.600,00 para esses presos acrianos” confirma.
Salomão Matos - da redação de ac24horas

Continue lendo >>

segunda-feira, 18 de julho de 2011

URGENTE: Ex-interno da Pousada do Menor é executado com dois tiros em Sena Madureira


Um jovem de 17 anos de idade que morava no bairro Praia do Amarílio, em Sena Madureira, foi executado a tiros na tarde desta segunda-feira (18). O homicídio foi praticado no próprio bairro onde ele residia por volta de 16 horas.
De acordo com relato de uma testemunha, o adolescente caminhava por uma das ruas da comunidade quando foi seguido pelo autor do crime que manuseava uma arma de fogo, provavelmente uma escopeta. Sem chance de defesa, ele foi atingido primeiramente por um disparo no braço.
Ferido e tentando escapar da morte, o menor entrou numa serraria, mas continuou sendo perseguido por seu desafeto e foi alvejado com mais um tiro que lhe atingiu nas costas. Sem resistência pra prosseguir a fuga, ele caiu em cima de algumas madeiras. Um policial militar que atendeu a ocorrência informou que ao chegar no local, o jovem ainda estava com vida, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e foi a óbito minutos depois.
Relatos da proprietária da serraria apontam que no momento da execução os trabalhadores encontravam-se em plena atividade. "A sorte é que ele não correu na direção dos trabalhadores, senão pessoas inocentes poderiam ter sido atingidas", relata a mulher que preferiu não se identificar.
Além da Polícia Militar, o delegado Antônio Alceste e sua equipe também estiveram na cena do crime. O autor dos disparos que fugiu após cometer o delito já foi identificado pela Polícia e poderá ser localizado a qualquer momento. Até agora ninguém soube precisar o motivo do crime.
Vítima tinha várias passagens pela justiça
De acordo com informações da Polícia Militar, apesar da pouca idade o rapaz era dono de uma vida pregressa com várias passagens pela justiça pelos crimes de tentativa de homicídio, furto e tráfico de drogas e já havia incluse sido internado no Centro Sócioeducativo Purus.
Em um relatório apresentado na câmara de vereadores, o Capitão moncada, Comandante da Polícia Militar de Sena Madureira discorreu que esse menor era o responsável pela grande maioria das ocorrências registradas no bairro, onde morava.
O corpo deverá ser removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco.
Edinaldo Gomes

Continue lendo >>

Nilson Roberto Areal deixou de prestar contas de mais de R$ 1 milhão destinados à urbanização da BR-364

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o prefeito de Sena Madureira (AC), Nilson Roberto Areal,  por não prestar contas de recursos recebidos do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT) para a execução de obras de urbanização da BR-364/AC, que dá acesso à cidade.
 
O convênio firmado teve início em dezembro de 2005 e término em novembro de 2007. A União transferiu para o município o valor de R$ 1.782.088,50 e exigiu que o prefeito municipal fizesse a prestação de contas até março de 2008, o que não ocorreu.
 
“Em razão dessa omissão de prestação de contas, não se sabe se os recursos federais foram efetivamente aplicados na obra”, explicou o procurador regional da República Blal Dalloul.

Diante dos fatos, o MPF aguarda o recebimento da denúncia pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) e o prosseguimento da ação penal.

Nº judicial: 0038133-63.2011.4.01.0000

fonte ac24horas 

Continue lendo >>

policia militar convoca cadastro de reserva

A secretaria de Gestão publica(SGA)convocou os cadidatos do cadastro de reseva da policia militar do estado do acre,a o todo são 143 os covocados para as diversas regionais do Acre.Em sena madureira os covocados deverão comparecer no 8° batalhão no dia 12 agosto de 2011 as 8hs.os convocados são os seguintes:Alessio Fernandes Paiva,Jesse da Silva Costa,Marqui junis Freitas Pereira,Ronaldo Albuquerque de Lima,Tsharles Pinheiro Fernandes Santos,Welinton Brito de Araújo.

Continue lendo >>

sábado, 16 de julho de 2011

COPA DA FLORESTA NA TV FUTURA!

será exibido no proximo dia 21( quinta-feira) na tv futura a parti das 18hs30minutos,um documentario sobre "A copa da Floresta"que é uma ação esportiva realizada a mais de 12 anos pelo professor Hermano Filho, com atletas do interior de sena madureira,são mais de mil atletas 76 times.
o documentario será exibido para o sul dos Estados Unidos,Canadá,Mexico,America Central e America do Sul. As informações são do professor Hermano Filho via facebook.

Continue lendo >>

FALTA DE COMPROMISSO COM O POVO!!

Perpétua lidera faltas em semestre e Antônia Lúcia é campeã em gastos

Comunista faltou a 25% das sessões; Antônia gastou R$ 154 mil
Perptua_AlmeidaDep. Perpétua Almeida (PCdoB) foi a campeã de faltas no semestre (Foto: Agência Câmara)O encerrar de semestre na Câmara dos Deputados mostra o comportamento da bancada acreana na nova legislatura marcada por uma renovação de 50%. Levantamento de Agazeta.net mostra as deputadas Perpétua Almeida (PCdoB) e Antônia Lúcia (PSC) à frente de critérios negativos.
Dengue e viagens à frente de comissão justificavam a ausência de Perpétua Almeida.
A comunista, por exemplo, foi a campeã de faltas nos primeiros meses de trabalho. Das 55 sessões realizadas pela Casa, Perpétua faltou a 14, ou 25,4%. Já Antônia Lúcia está no topo entre os parlamentares acreanos que mais usaram a verba da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar.
Entre fevereiro e junho, a deputada desembolsou R$ 154 mil. Antônia Lúcia é líder ainda em outro critério: o desempenho da atuação na Câmara. Novata no Parlamento, ela apresentou 184 preposições entre projetos de lei e requerimentos a ministérios e outros órgãos do governo federal.
Em termos de desempenho, Antônia vem seguida por Perpétua, com 150 proposições. Taumaturgo Lima (PT) teve a pior atuação no período, com apenas cinco proposições. Entre os faltosos Antônia Lúcia e Perpétua Almeida também não ficam longe. Se a comunista vem em primeiro, a deputada do PSC está em segundo com 18% de ausências.
Quanto ao uso das verbas públicas o mais econômico foi Henrique Afonso (PV). O verde usou no semestre R$ 57,8 mil.
Outro lado: De acordo com a assessoria da deputada Perpétua Almeida, as faltas são justificadas por motivo de saúde. A deputada chegou a ser afetada pela dengue, impossibilitando-a de ir ao trabalho por 10 dias. Outro motivo da ausências são as viagens por conta de presidir a Comissão de Mudanças Climáticas. O comando da comissão tem feito a comunista viajar por vários Estados do país e para o exterior.
A reportagem tentou entrar em contato com a deputada Antônia Lúcia, mas ela  não atendeu nem retornou as ligações realizadas.
fonte:A GAZETA.NET

Continue lendo >>

Nova Série do Fantástico sobre hepatites produzida no Acre vai a o ar neste domingo

Doença atinge aldeias!
A falta de informação sobre os diferentes vírus e as variadas formas de contágio foi decisiva na escolha do tema da próxima série que o Dr. Drauzio Varella apresenta no ‘Fantástico’. ‘Hepatites, epidemia ignorada’ estreia neste domingo, dia 17, e terá quatro reportagens que irão ao ar nas próximas semanas. “Não há números oficiais sobre a hepatite no Brasil. Se formos muito conservadores e somarmos as hepatites B e C, chegamos a 3 milhões de pessoas. Para efeito de comparação, temos 600 mil infectados com o vírus da Aids e o tratamento é muito mais simples que o da hepatite. A diferença é que, desde o início da epidemia, os meios de comunicação se interessaram muito pela Aids. Ela envolve uma discussão moral, há um interesse jornalístico. O que não é o caso das hepatites”, explica Varella.
A cada semana o ‘Fantástico’ mostrará qual é a situação da doença e dos portadores do vírus no país; casos de sucesso, como um programa exemplar de vacinação em Chapecó; as manicures e os riscos dos salões de beleza; a hepatite delta; e a viagem a uma aldeia indígena no Acre, onde a principal causa de morte entre jovens de 15 a 25 anos é o vírus B da doença.
Neste domingo, dia 17, Dr. Drauzio fará um alerta de saúde pública e apresentará a hepatite B. Varella apresentará dois casos: uma gestante, portadora do vírus, que faz tratamento com imunoglobulina para não infectar o bebê; e outro, de Gilberto, que descobriu que tem a doença já adulto e hoje enfrenta um câncer de fígado. Também neste dia, um programa exemplar de vacinação da hepatite B em Chapecó, um lugar conhecido como “Polígono das hepatites”. Além disso, o perigo nos salões de beleza: uma em cada dez manicures está infectada com o vírus.
Na segunda semana, será apresentado o caso da hepatite delta - que somente quem tem hepatite B pode se infectar -, comum em algumas regiões do mundo, como Mediterrâneo e África, e na região norte do Brasil. Foi lá, no Acre, na aldeia Yawanawá, perto da fronteira com Peru, que Varella viu de perto as dificuldades para lidar com essa doença. Uma a cada seis pessoas infectada pelo vírus B também tem hepatite delta.
No dia 31, o médico acompanhará o caso de Ely, de 54 anos, que passa por um transplante, e mostrará o início do tratamento de Ricardo e seus efeitos colaterais. Dr. Drauzio revelará como a doença está presente no nosso dia a dia. E na última matéria da série, a hepatite A – a mais conhecida no Brasil. Este tipo da doença representa um perigo ainda maior em regiões com pouco ou nenhum saneamento básico. Varella viajou com a equipe do programa para o sertão da Paraíba, onde acompanhou de perto os efeitos de uma epidemia de hepatite A.
Com informações do G1/ac24horas

Continue lendo >>

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Alunos do curso de Ciências Naturais/Física em Sena efetivam matrículas


alt
Alunos da primeira turma do curso de Ciências Naturais/Física
O IFAC/Campus Sena Madureira realizou, na quinta-feira, 14, as matrículas dos candidatos convocados pelo Edital 16/2011 da Pró-reitoria de Ensino para o curso superior de Licenciatura em Ciências Naturais/Física. As matrículas foram efetivadas após reunião na sede do Campus. O curso é o primeiro de Licenciatura em Ciências Naturais oferecido no município e foi criado com objetivo de atender a demanda por professores de Física no Estado. As aulas serão realizadas à noite, com duração de quatro anos.  Já estão matriculados 33 alunos.
Está entre os objetivos dos Institutos, a oferta de cursos de licenciatura, sobretudo nas áreas de Ciências e Matemática. No primeiro semestre deste ano, o IFAC implantou os cursos superiores de licenciatura em Ciências Naturais com habilitação em Biologia (Campus Rio Branco), Química (Campus Xapuri) e Matemática (Campus Cruzeiro do Sul).
O Instituto Federal do Acre aderiu ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), em que os interessados utilizam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pleito de vagas nos cursos superiores, por considerar a sistemática mais democrática.

fonte:IFAC

Continue lendo >>

quinta-feira, 14 de julho de 2011

REALIDADE BRASILEIRA!!


Continue lendo >>

Major Rocha pede anistia aos militares que fizeram greve

O deputado Major Rocha (PSDB) apresentou na manhã desta quinta-feira, 14, na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o projeto de lei número 43, que prevê a anistia dos policiais militares que participaram do movimento grevista, que envolveu 10 sindicatos.
O parlamentar tucano lembrou a flexibilização do Código Penal, que de acordo com ele beneficia criminosos, que praticaram delitos considerados de menor potencialidade.
“A flexibilização da legislação penal vai à contramão das medidas que o Governo do Estado adotou em relação aos servidores. Os trabalhadores que foram as ruas reivindicar seus direitos estão sendo presos. O cidadão que comete crimes de menor potencial, sequer vão presos, e os militares que reivindicavam seus direitos foram presos e ameaçados de exclusão, por querer melhores condições de trabalhos e melhorias salariais”, enfatiza Rocha
Segundo o deputado tucano, “esse governo tem tratado os servidores desta forma ditatorial. Temos soldados presos e ameaçados de exclusão por participar de greves. O governo chegou ao poder incentivando greve e, agora pune os militares de forma rigorosa. Por este motivo, estou apresentando este projeto que anistia os militares que tiveram seus direitos tolhidos e sofrem ameaças diárias por parte de autoridades ligadas ao governo”, justifica Rocha.
Ray Melo, da redação de ac24horas

Continue lendo >>

  ©Blog do Olho - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo